MARC FERREZ

Filho do escultor francês Zeferino Ferrez, que veio para o Brasil em 1816 como integrante da Missão Artística Francesa, Marc Ferrez fez seus estudos preparatórios em Paris antes de ingressar como aprendiz no atelier fotográfico da Casa Leuzinger em 1861. Seis anos depois instalou-se por conta própria na rua São José 96, onde permaneceu até 1837, ocasião em que um incêndio destruiu inteiramente seu estúdio acarretando a perda de seu equipamento e de todos os seu negativos. Entusiasta do formato panorâmico, chegou a mandar produzir câmaras sob encomenda em Paris para atender às suas especificações pessoais, um esmero técnico perfeitamente contrabalançado por um fina sensibilidade estética. Premiado na Exposição do Centenário da Independência dos Estados Unidos, na Filadélfia em 1876, foi o único a merecer o título de Photographo da Marinha Imperial antes de ser sagrado Cavaleiro da ordem da Rosa em 1885. Participou da Comissão Geológica do Império, integrando a expedição comandada por Charles Frederick Hart em 1875, oportunidade em que foi o primeiro a fotografar os índios Botocudo na Bahia. Nesta e em outras viagens anteriores ou subsequentes, Ferrez veio a fotografar as províncias do Rio de Janeiro, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, Ceará, Bahia, São Paulo e Rio Grande do Sul – um périplo sem equivalente na carreira de qualquer outro fotógrafo oitocentista.

.
Marc Ferrez aos 27 anos de idade - 1870

Próxima Foto